set 222020

Morar fora envolve mudar subjetivamente

Morar fora envolve mudar subjetivamente

Morar fora promove mudanças subjetivas. 

O sujeito ao se deparar com o estrangeiro do novo país, ele automaticamente é levado a sua própria estranheza, seu inconsciente.

O processo de análise/psicoterapia pode contribuir para a integração e a elaboração dessas mudanças no psiquismo do imigrante. 

Liliana Emparan discute muito bem sobre isso no seu artigo « Sobre a hospitalidade e a hostilidade: uma discussão do conflito frente ao imigrante » de 2011. 


Write a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *